Felicidade :)

Felicidade :)

A ideia de felicidade como expectativa não começou a florescer até há 250 anos, nos anos seguintes ao Iluminismo. Apenas em meados do séc. XIX é que a busca da felicidade evoluiu para um objetivo legítimo, e a infelicidade se tornou uma praga a evitar.

O movimento da felicidade ganhou força ao longo do século XIX, à medida que os empregos migravam para fora da casa e, segundo o Harvard Business Review, “As esposas e mães eram incentivadas a manter uma atmosfera alegre para recompensar os maridos trabalhadores e produzir filhos bem-sucedidos”.

A felicidade evoluiu para se tornar hoje um fenómeno singularmente ocidental, e especialmente americano… até mesmo uma necessidade. Afinal, foi um engenheiro de som americano que criou o som de risos que ouvimos na televisão e foi uma empresa americana, a McDonald’s, que inventou o Happy Meal. Ironicamente, a nossa insistência em sermos sempre felizes quase garante a infelicidade, nem que seja por criar o medo de não estarmos a adaptar-nos aos níveis de satisfação, riqueza ou bem-estar dos outros. A internet, claro, não ajudou.
ML.

CLOSE

Cum sociis Theme natoque penatibus et magnis dis parturie montes, nascetur ridiculus mus. Curabitur ullamcorper id ultricies nisi.

  • 00 123-456-789
  • office@activia.com
  • 2946 Angus Road, NY
FOLLOW US